Núcleo urbano da cidade de Fafe

IPA.00028173
Portugal, Braga, Fafe, Fafe
 
Núcleo urbano sede municipal. Cidade situada em vale. Vila medieval de jurisdição senhorial. A vila de Fafe pertence à casa de Valença e é cabeça de concelho de Monte Longo. (Costa, 1706)
Número IPA Antigo: PT010307090111
 
Registo visualizado 119 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Cidade  Vila moderna    

Descrição

Acessos

A7, EN206

Protecção

Inclui Casa do Santo Velho (v. PT010307090002) / Cine-Teatro de Fafe (v. PT010307090009)

Enquadramento

Situado em vale. O município de Fafe está dividido em 25 freguesias e é delimitado a N. pelos municípios de Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho, a E. por Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, a S. por Felgueiras e a O. por Guimarães.

Descrição Complementar

Não aplicável

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Não aplicável

Afectação

Não aplicável

Época Construção

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 10 - o rei Ordonho III faz doação de Vila de Moraria (Moreira de Rei) e Monte Longo ao mosteiro de Guimarães fundado pela condessa Mumadona; séc. 12 - o território da diocese de Braga, ao qual pertence Fafe, é um dos mais extensos e faz fronteira com 7 dioceses, tendo entre 950 a 1000 freguesias divididas em 38 grupos; 1220 - nas Inquirições refere-se a existência do território de Monte Longo; 1258 - nas Inquirições o território concelhio designa-se como terra e julgado de Monte Longo; 1320 - Fafe pertence à diocese de Braga e à Terra de Entre Ave e Vizela, conhecida como Terra de Montelongo, tinha quinze paróquias entre elas Santa Ovaia Antiga (Santa Eulália de Fafe); 1514, 15 Novembro - D. Manuel I concede carta de foral à vila de Fafe; 1527 - no Numeramento de D. João III a freguesia de Samta Ovaya Antigua (Santa Eulália) tem 64 vizinhos; 1647 - surge referido pela primeira vez o topónimo Fafe; 1655 - a freguesia toma o nome de Santa Eulália de Fafe; 1706- o donatário da vila de Fafe e concelho de Montelongo é o conde do Vimieiro;1758 - Memórias Paroquiais descrevem o marquês de Valença, D. Miguel de Portugal e Castro, como o donatário da vila.

Dados Técnicos

Não aplicável

Materiais

Não aplicável

Bibliografia

AZEVEDO, Carlos Moreira, JORGE, Ana Maria, RODRIGUES, Ana Maria, História Religiosa de Portugal, Rio de Mouro, Círculo de Leitores, SA, 2000, Volume 1, p.155; CAPELA, José Viriato, As freguesias do distrito de Braga nas Memórias Paroquiais de 1758, Braga, 2003, p. 284; COIMBRA, Artur Ferreira, Fafe, A Terra e a Memória, Fafe, Câmara Municipal, 1997; COSTA, Carvalho da, Corografia Portuguesa, Lisboa, 1706, Tomo I, p. 157.

Documentação Gráfica

DGOTDU: Arquivo Histórico (Anteplano de Urbanização da Vila de Fafe, Eng. Armando Araújo Campos e Melo, 1951)

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

DGARQ/TT: Memórias paroquiais, vol. 15, nº 4, p. 11 a 14

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Rita Vale 2012

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login