Pelourinho de Chão de Couce

IPA.00027128
Portugal, Leiria, Ansião, Chão de Couce
 
Arquitectura comemorativa, do séc. 20. Memória de pelourinho de bola, que se pretende cópia de um manuelino, com soco de três degraus quadrangulares e fuste octogonal rematado por esfera armilar subrepujada por cruz de Malta. O pelourinho possui uma altura de 2,50 m e ostenta no terço superior do fuste, e saliente dele, as quinas das armas nacionais, em posição invertida, e legendadas na orla com a designação de "vila desde 1514".
Número IPA Antigo: PT021003040038
 
Registo visualizado 274 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Comemorativo  Memória de pelourinho    

Descrição

Estrutura em cantaria de calcário, composta por soco de três degraus quadrangulares, em esquadria, sobre os quais assenta a base, também de secção quadrada, suportando a coluna com toro e listelo, de fuste monolítico octogonal. Na sua parte superior sobressai o brasão invertido com as armas de Portugal, tendo na sua orla a inscrição de: "VILA DESDE 1514". O capitel possui, tal como a base da coluna, três discos octogonais, mas em posição invertida, sendo que no disco inferior há um pequeno fecho com duas pegas. É rematado por esfera armilar sobrepujada por cruz de Malta.

Acessos

Rua D. Elvira Rego. WGS84 (graus decimais) lat.: 39.892643; long.: -8.369725

Protecção

Em vias de classificação

Enquadramento

Urbano, isolado, implantado no extremo de um pequeno largo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comemorativa: memória de pelourinho

Utilização Actual

Comemorativa: memória de pelourinho

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1514 - elevação a vila; 1712 - é da Comarca de Ourém; tem 30 vizinhos; 1759 - Chão de Couce, antigo Palhais, passa a pertencer à Casa do Infantado, após os bens dos antigos donatários, os Marqueses de Vila Real, terem sido confiscados; pertencia a Maçãs de D. Maria.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de calcário.

Bibliografia

COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza…, vol. III, Lisboa, Officina Real Deslandesiana, 1712; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Nada a assinalar.

Observações

EM ESTUDO.

Autor e Data

Cecília Matias 2009

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login