Casa do Penedo / Casa dos Mouros

IPA.00002705
Portugal, Coimbra, Oliveira do Hospital, Nogueira do Cravo
 
Casa construído sobre pré-existências muçulmanas e visigóticas assentes num penedo, por adossamento e assentamento das paredes, respectivamente.
Número IPA Antigo: PT020611110029
 
Registo visualizado 127 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa    

Descrição

Planta rectangular simples regular, com volumetria de dois corpos geminados de dois pisos, e pequeno lagar de vinho independente de planta quadrangular, escavado no penedo. Coberturas diferenciadas em telhados de três e duas águas. A fachada principal a SE. é composta por pano único tendo dois pisos acedendo-se ao superior por uma escada de lanço único no qual se entra por porta de verga recta. Sob a escada, porta utilitária de verga recta permite o acesso a arrecadação grande. Fachada E de pano único apresenta apenas janela simples no segundo andar, apresentando o mesmo na fachada oposta. Pelo lado NO. está adossado o outro corpo desta casa, mais antigo, directamente assente sobre o penedo, de silharia irregular assente à fiada. O interior é de espaço único em cada piso, parcamente iluminado pelas janelas, com tecto.

Acessos

Avenida Nova (no acesso ao Senhor das Almas) / Estrada Principal da Torre

Protecção

Em vias de classificação (Homologado como IM - Interesse Municipal, Despacho de 12 setembro 1997 do Ministro da Cultura)

Enquadramento

Rural, em povoação implantada em região montanhosa, assente num penedo em destaque e isolada, separada do restante casario pela cota elevada a que se encontra e por muro que limita um terreno de cultivo e pequena horta.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Séc. 08 / 09 / 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 08 - 09 - Provável origem numa torre de vigia muçulmana; Séc. 17 - 18 - encostada à segunda fachada um segundo bloco que encobriu a interessante porta de entrada, alta e estreita, hoje interior, que termina em arco de volta perfeita, apontando para o período visigótico; 1994, 04 agosto - proposta da DRCoimbra para a classificação como IM; 1995, 24 janeiro - parecer favorável do Conselho Consultivo do IPPAR; 1997, 12 setembro - despacho de homologação do Ministro da Cultura; 2010, 24 junho - enviada cópia do processo pelo Ministério da Cultura à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, a fim de ponderar a conclusão do procedimento.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Pedra (granito), madeira, vidro, telha.

Bibliografia

http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/155814 [consultado em 23 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Década de 1970: reforço do penedo com alvenaria de granito e argamassa de cimento; 1992: cobertura reconstruída com estrutura em madeira e telha de canudo, semelhante à anterior, com colocação de onduline, limpeza de entulho existente na base dos corpos, descobrindo a porta de entrada original; cinta interior de reforço estrutural; 1996 - Reparação global da cobertura.

Observações

A casa apresenta problemas de consolidação estrutural: o corpo que assenta directamente sobre o penedo revela tendência deslizante dos silhares que constituem as paredes, o que já foi objecto de diversos restauros, como se pode constatar pelo enchimento em pedra miúda. Será uma tendência difícilmente controlável em ulteriores restauros.

Autor e Data

Maria Bonina / Fernando Grilo 1996, Teresa Furtado 1998

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login