Casa de Valverde

IPA.00002188
Portugal, Viana do Castelo, Arcos de Valdevez, União das freguesias de Arcos de Valdevez (São Paio) e Giela
 
Casa nobre barroca, integrando-se planimetricamente na tipologia da chamada "casa torre", colocando 2 torres nos extremos, permitindo assim 1 desenvolvimento espectacular do frontespício. Desenvolve planta em U para a fachada posterior.
Número IPA Antigo: PT011601410017
 
Registo visualizado 215 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre    

Descrição

Planta composta, em U aberto irregularmente para a fachada posterior. Volumes articulados com coberturas diferenciadas de 2 e 4 águas. Frontespício flanqueado por 2 torres quadrangulares, com cunhais de cantaria encimados por pináculos, e de 3 pisos, com friso separando o 1º do 2º. Fenestração regular e sobreposta, com porta de verga recta no 1º, janela de sacada no 2º ligando-se a 1 outra igual no 3º. Corpo intermédio de 2 pisos, separados por friso, com 2 portas simples nos extremos e escada central de 2 braços e 1 lanço dando acesso ao portal principal, de verga recta, encimado por pedra de armas interrompendo a linha dos telhados. Lateralmente, 2 pares de janelas de sacada. Fachadas laterais irregulares tendo a da esquerda varanda ao nível do 2º piso e dando a porta da torre para uma outra criada por plataforma avançada e fazendo vão inferior de passagem; fenestração regular, com janelas de brincos. Em frente, pequeno lago lobulado e espigueiro de madeira com assento de pedra.

Acessos

São Paio, Estrada das Versadas, Rua Dr. Germano de Amorim. VWGS84 (graus decimais): lat.: 41,841594; long.: -8,420470

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 28/82, DR, 1.ª série, n.º 47 de 26 fevereiro 1982

Enquadramento

Urbano, implantação harmónica. Ergue-se à entrada da Vila de Arcos, sendo precedido por rampa de acesso e tendo fronteiro espaço rectangular ajardinado e delimitado por buxo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 18, 2ª metade - Época provável de construção, desconhecendo-se a sua evolução histórica posterior; Foram seus últimos senhores Lopo Saraiva (falecido a 22 Agosto 1829) e D. Josefa Joaquina Peixoto Malheiro (falecida em 1844); 1992, cerca - venda de uma parcela de terreno, composta por antiga tulha e quintal, permutada por um outro terreno.

Dados Técnicos

Estrutura de paredes autoportantes em alvenaria rebocada e cantaria

Materiais

Granito, ferro. Cobertura de telha.

Bibliografia

GOMES, José Cândido, Terras de Valdevês, Arcos, 1899; AZEVEDO, Carlos de, Solares Portugueses, Lisboa, 1969; s.a., Breve Inventário Artístico do Concelho de Arcos de valdevez, Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, s.d.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Observações

É do mesmo tipo da Casa de Requeijo, na mesma vila, ainda que não tenha a força e proporções desta última. Brasão do frontespício esquartelado, tendo no I armas dos Saraiva, no II os de Sampaio, no III os de Sousa e no IV os de Meneses.

Autor e Data

Paula Noé 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login