Cruz das Vendas / Cruz da Capela das Necessidades

IPA.00002143
Portugal, Setúbal, Setúbal, União das freguesias de Azeitão (São Lourenço e São Simão)
 
Arquitectura religiosa, gótica. Cruzeiro devocional de caminho. Cruzeiro posteriormente inserido em capela setecentista construída para proteger o antigo cruzeiro gótico.
Número IPA Antigo: PT031512040003
 
Registo visualizado 682 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Religioso  Cruzeiro  Cruzeiro  Tipo coluna e cruz

Descrição

Soco de planta octogonal com uma inscrição onde assenta uma coluna sextavada, encimada por peanha com 4 brasões de armas adossados (um deles um escudo com as armas dos Villalobos), sustentando uma cruz floreada com a imagem de Cristo crucificado de um lado, a Virgem com o Menino segurando uma pomba, do lado oposto. De volta da base 4 altares.

Acessos

Capela das Necessidades, em Vendas de Azeitão, situada junto à EN. 10, à saída da vila no Alto das Necessidades

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG n.º 136 de 23 junho 1910

Enquadramento

Rural. Localizada à saída da pequena povoação das Vendas de Azeitão, a cruz insere-se ao centro da capela das Necessidades. O volume prismático da capela, que se situa em zona descampada, mostra uma fachada de empena contracurvada, rasgada por porta de verga em arco segmentar ladeada por 2 frestas.

Descrição Complementar

INSCRIÇÂO na base do cruzeiro, em caracteres góticos: "Por serviço de Deus, Vasco Queimado de Villalobos, fidalgo da casa d'El-Rei e guarda-mor que foi do Infante D. Pedro e camareiro e do Conselho dos Duques Filipe e Carlos de Borgonha,mandou pôr aqui esta cruz. Era 1474 annos. Rogae a Deus por sua alma."

Utilização Inicial

Religiosa: cruzeiro

Utilização Actual

Religiosa: cruzeiro

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 15

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

1474 - construção atribuída a Vasco Queimado de Villalobos, guarda-mor de D. Pedro, duque de Coimbra, segundo inscrição gótica no monumento; 1756 - construção da capela das Necessidades para lhe servir de abrigo, por iniciativa de Manuel Martins, morador nas Vendas, nela sepultado.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante

Materiais

Cantaria de pedra

Bibliografia

RASTEIRO, Joaquim, A cruz das vendas, in Revista Ilustrada, nº 44, 31 de Jan. 1892; Guia de Portugal, vol. I, Lisboa, 1924; Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1976.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login