Palace Hotel da Curia

IPA.00019811
Portugal, Aveiro, Anadia, União das freguesias de Tamengos, Aguim e Óis do Bairro
 
Hotel termal, ecléctico e Arte Nova. Edíficio com 3 torreões e dois volumes de menores dimensões adossados. Decoração abundante na fachada principal e pequenos apontamentos de azulejos e sinaléctica do hotel por todas as fachadas.
Número IPA Antigo: PT020103110071
 
Registo visualizado 489 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Comercial e turístico  Unidade hoteleira  Hotel  

Descrição

Edifício principal: Orientado a N. tem planta composta por fachadas laterais rectangulares de grandes dimensões que interiormente formam espaço para dois páteos quadrangulares. Estes servem os quartos interiores e o mais a N. as zonas de serviço do 1º piso. Nos extremos das fachadas formação de torreões. Edifício composto por 4 pisos excepto nos torreões N. colocados nos extremos da fachada principal que ganham um piso. As coberturas são de telha efectuadas a duas ou quatro águas. Fachada principal composta por 3 panos distintos sendo os laterais idênticos. Pano central dividido em 3 sub-panos, os laterais com dois amplos vãos rectangulares ao nível do 1º piso inseridos em embasamento. A decorar, frontão triangular com duas volutas a centrar uma urna. 2º piso, janela dupla rectangular servida por varandim com remate em cornija que serve de base a outra janela dupla, mas com moldura em arco de volta perfeito do piso superior. A rematar este pano, brasão decorados com cisne e referência à Curia (no pano da esq. representação do Luso). O espaço que envolve o brasão e os arcos das molduras dos vãos é preenchido por pequenos pormenores decorativos vegetalistas. O corpo é rematado por arco de volta perfeita. No pano interior, 1º piso com 3 vãos sendo os laterais portas com moldura em arco de volta perfeita, constituída por porta rectangular e vão no topo. Ao nível das portas embasamento de pedra que percorre a fachada, Sobre o vão central, relógio inserido em óculo decorado com grinaldas. Os pisos superiores compõem um conjunto de 4 pilastras que separam as 3 janelas de sacada, sendo a do piso inferior servida por varanda rectangular de pedra, por piso. Na base das pilastras, 4 carrancas femininas que suportam colunas jónicas entre o 2º e 3º piso. O conjunto remata em 3 arcos de volta perfeita que partem das colunas das pilastras. Sobre estes, 3 frontões triangulares que terminam o pano. num plano mais recuado, frontão de grandes dimensões decorado com vitral de motivos florais ladeado por dupla colunata que suporta barra de apoio ao grande painel de ferro com a palavra "Palace". Nos panos laterais que equivalem aos torreões, 3 vãos com moldura em arco de volta perfeita sendo o central porta. Nos restantes pisos, janelas de sacada rectangulares com varanda de ferro. No último piso, friso que percorre a fachada formando arcos de volta perfeita sobre os vãos. Entre estes e o remate da fachada em cornija, reboco pintado a rosa-escuro. Sobre este, beirado que percorre todos os remates de corpos do edifício. A ladear o corpo, dupla pilastra com duas cartelas na base. Fachadas laterais: Fachada O.: repete-se a composição dos torreões laterais. Ao centro, pano único composto por janelas de peito nos 1º pisos á excepção de 6 vãos dispersos que são de sacada com varanda de ferro com as siglas "PC" Palace da Curia. No último piso, ao centro, janelas com moldura ogival que joga com o elemento decorativo que enquadra o 1922 que sai da cornija. Este é ladeado por volutas. Na cobertura, água-furtada com 2 janelas com as formas da moldura inferior. A rematar, sigla HPC- Hotel Palace da Curia encaixado em 2 volutas. A E., na zona do torreão repete-se a distribuição dos vãos, tendo janelas de sacada nos extremos ao nível do 3º e 4º pisos. No pano menor que se segue à esq. janelas de peito simples. Varanda extensa que avança e forma corpo distinto ao nível do 1º piso. Serve a zona do restaurante do Hotel. Ao nível do 3º piso, varanda com gradeamento de ferro que serve os 3 grandes janelões que iluminam a varanda interior (correspondente ao restaurante). No extremo S. dois corpos adossados de menores dimensões. Fachada posterior: orientada a S. forma um U com o recuo do pano central. A E., no vértice, corpo curvo relativo a escadas internas com acesso por porta no 1º piso. Pano da dir. correpondente a corpo adossado sendo composto por 3 séries de janelas duplas sendo o 1º piso separado dos outros por pequeno friso. Este pano é decorado por pequenos paineis de azulejo entre vãos. Agregado a este corpo, outro de menores dimensões servido por duas portas a S. correspondendo às zonas de serviço. Interior dos páteos: no 1º páteo, pequeno páteo de lazer quadrangular. A N. corpo circular que corresponde á caixa de elevador e escadas principais. Nas fachadas, janelas de grandes dimensões ao nível do 3º piso correspondendo a espaços comuns no interior. 2º páteo ocupado ao nível do 1º piso. Repete o corpo curvo, mas aqui serve as escadas de serviço. INTERIOR: 1º piso de serviços. A partir da entrada principal, vestíbulo rectangular com recepção ao centro com balcão rectangular de madeira. Nos extremos, escadas e elevador à dir. seguido da sala de jogos e acesso ao corredor de serviçosparalelo à fachada lateral com zona de telefones, barbearia bem como zonas de arrumos.À esq. da recepção sala de banquetes ou restaurante ampla com varanda no piso superior. A S. zona de cozinha e serviços. CHALET DAS ROSAS: a N. do edifício principal, edifício de 3 pisos sendo o último em mansarda, com acesso pela fachada N. com pequena escadaria e telheiro sobre aporta. Fachadas laterias com corpo avançado formando mansarda no topo. GARAGEM: de planta rectangular com 2 pisos e cobertura de telha a 4 águas. A entrada é a O. com zona de estacionamento exterior em box nas traseiras. No topo da fachada principal, painel de azulejos com " Palace Garage". PISCINA: situada a NE do edifício principal, o complexo da piscina tem bar a S. com esplanada. Em volta da piscina, sistema de limpeza de pés antes do acesso à piscina. A N. prancha de saltos. Os balneários estão situados num plano inferior lateralmente. CASA DAS AVES: paralela à fachada E. zona de gaiolas para exibição de aves raras. CAPELA: edifício de planta rectangular de nave única. Fachada principal orientada a O. é caracterizada pelo painel de azulejos colocado no remate da fachada em forma triangular.

Acessos

Lugar de Curia

Protecção

Categoria: CIP - Conjunto de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 615/2013, DR, 2.ª série, n.º 182 de 20 setembro 2013

Enquadramento

Rural, isolado. Quinta de grandes dimensões onde estão situados vários edifícios que servem o hotel instalado no edifício principal. No acesso a este a partir do portão principal (orientado a N), avenida ajardinada. À esq. piscina e serviços seguida de gaiolas e de campo de mini-golfe. Seguido, e à esq. do edifício principal, casa do caseiro e por trás do hotel, chalet e garagem. A rodear, campos ajardinados ou cultivados e pequeno bosque. O terreno é delimitado por duas estradas a N. e a O.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comercial e turística: hotel

Utilização Actual

Comercial e turística: hotel

Propriedade

Privada: Pessoa colectiva

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITETOS: José Paulo Santos (séc. 20); Manuel Joaquim Norte Júnior (1922); Capinha Lages (projeto de remodelação).

Cronologia

1922 - data da construção do edifício com projecto de Norte Júnior; década de 50 - alteração e remodelação de alguns quartos (essencialmente nas casa de banho), conforme projeto de José Paulo Santos; década de 70 - alteração nos interiores de alguns quartos; 2001, 25 janeiro - proposta de classificação da empresa proprietária; 2002, 2 julho - proposta de abertura da DRCoimbra; 9 julho - despacho de abertura do Vice-Presidente do IPPAR; 21 outubro - proposta da DRCoimbra a propor a classificação como IIP; 2003, 7 janeiro - parecer favorável do Conselho Consultivo do IPPAR; 2004 - início das obras de grande envergadura que irão remodelar todo o edíficio principal e zonas circundantes; 2012, 28 setembro - publicação do projeto à fixação da Zona Especial de Proteção do Palace Hotel da Curia, Chalet Navega, Capela de Nossa Senhora do Livramento, Piscina Paraíso e jardins envolventes, em Anúncio n.º 13488/2012, DR, 2.ª série, n.º 189.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante

Materiais

Alvenaria, cantaria, madeira, vidro, vitrais, ferro forjado, azulejo

Bibliografia

http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/5085388 [consultado em 14 outubro 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Proprietário: 2004 - início de obras de restauro e conservação

Observações

EM ESTUDO.

Autor e Data

Cecília Matias 2003 / Luísa Castro-Caldas 2005

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login