Capela de São Silvestre

IPA.00014512
Portugal, Viseu, Lamego, Penude
 
Arquitectura religiosa, vernácula e rococó. Capela de planta longitudinal, de espaço único, com cobertura interior em falsa abóbada de berço de madeira, iluminada por janelas rasgadas nas fachadas laterais, junto ao altar-mor. Fachada principal em empena truncada por sineira de volta perfeita e remate em cornija, rasgada por portal em arco abatido. Fachadas encimadas por pináculos piramidais nos ângulos, rematadas em cornija, a lateral direita rasgada por porta travessa dintelada. Interior om retábulo-mor de talha policroma de estilo rococó, com planta convexa e três eixos.
Número IPA Antigo: PT011805170149
 
Registo visualizado 72 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal simples, de volume simples e disposição horizontalista das massas, com cobertura homogénea em telhado de duas águas. Fachadas em cantaria de granito aparente em aparelho isódomo, com os cunhais firmados por pináculos piramidais e rematadas em cornija. Fachada principal, voltada a S., em empena alteada relativamente à cornija e truncada por sineira em arco de volta perfeita, rematado por cornija, pináculos e plinto de uma desaparecida cruz; é rasgada por portal em arco abatido, protegido por portas de duas folhas de madeira. Fachada lateral esquerda, virada a O., rasgada por pequena fresta rectilínea a iluminar a zona do altar-mor. Fachada lateral direita, virada a E., rasgada por porta travessa de verga recta, dintelada e por janela rectilínea na zona do altar-mor. Fachada posterior em empena com cruz latina sobre plinto cúbico, no vértice e cega. INTERIOR rebocado e pintado de branco, com pavimento em soalho e cobertura em falsa abóbada de berço de madeira encerada, tendo, a ladear o portal axial, no lado da Epístola, uma pia de água benta hemisférica. No lado do Evangelho, nicho rectangular vazio e, no lado oposto, pequeno nicho em arco abatido para as alfaias. Retábulo-mor de talha pintada de azul, rosa, fingindo marmoreados, branco e dourado, de planta convexa e três eixos definidos por duas pilastras toscanas com o fuste ornado por motivo concheado e por duas colunas de duste liso e capitéis coríntios; ao centro, nicho contracurvado com moldura dourada com o mesmo perfil e acanto no remate, tendo o interior pintado de azul e mísula bojuda com imaginária; os eixos laterais formam apainelados rectilíneos, ornados com acantos e concheados e possuindo duas mísulas; remate em fragmentos de frontão encimados por anjos de culto, que centram enorme resplendor e espaldar curvo encimado por cornija; altar paralelepipédico, tendo, no lado do Evangelho, mesa de apoio e, à frente, mesa de altar em forma de urna com o frontal ornado por cartela recortadas e concheada.

Acessos

Na EN 2, ao Km 102,3 para CM 1081, perto do Centro de Instrução de Operações Especiais, para CM 1082, no Lugar de Quintela

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Peri-urbano, a meia encosta, isolado e destacado, implantado em superfície terraplanada artificialmente, criando um pequeno adro com muro em cantaria de granito aparente nas fachadas lateral direita e principal, onde se abre portão protegido por portadas metálicas. As demais fachadas confinam com terras de cultivo, a da lateral esquerda com forte declive. Nas imediações várias casas incaracterísticas.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 (conjectural) / 18 / 19 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17 - provável construção do imóvel; 1648 - é referida, pelos visitadores, a necessidade de se proceder à reparação dos muros e telhado; séc. 18 - construção da actual capela e respectivo retábulo, após ter caído em ruína *1; séc. 19 - provável abertura da janela da fachada lateral direita.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Estrutura em cantaria e granito, rebocada interiormente; modinaturas, pináculos, cornija, cruz, sineira em cantaria de granito; cobertura, portas, retábulo, mesa de altar e pavimento em madeira; janelas com vidro simples; cobertura exterior com telha de aba e canudo.

Bibliografia

COSTA, M. Gonçalves da, História do Bispado e Cidade de lamego, vols. II, III e VI, Lamego, 1979, 1982 e 1992; Dicionário enciclopédico das freguesias, vol. III, Matosinhos, 1997, p. 576.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: séc. 20, 2.ª metade - tratamento do reboco e pintura do interior; restauro do retábulo-mor; feitura da cobertura.

Observações

*1 - Gonçalves da Costa refere ter a capela caído em ruínas nesta data (p. 107).

Autor e Data

João Carvalho 2002

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login