Igreja Paroquial de Brinches / Igreja de Nossa Senhora das Neves

IPA.00014460
Portugal, Beja, Serpa, Brinches
 
Arquitectura religiosa, popular, vernácula, quinhentista, maneirista, barroca, neoclássica. Igreja paroquial onde são patentes muitas das constantes da arquitectura popular do Alentejo, como sejam os volumes bem diferenciados, caiados e escassamente decorados. Da construção tardo-medieval subsistem as abóbadas de cruzaria de ogivas, na sacristia e capela colateral, os contrafortes escalonados da capela-mor e duas mísulas de cantaria nos ângulos atrás do altar-mor; notável fonte baptismal, decorada com duas ordens de pétalas. O portal é uma notável obra maneirista, com a característica subversão dos elementos das ordens clássicas patente na sobreposição de duas pilastras da mesma ordem e no atípico frontão de troços curvos. O Barroco está patente nos revestimentos de azulejos com padrão de tapete azul e amarelo, que revestem o baptistério e o lavabo da sacristia; a torre sineira constitui o elemento mais marcante, com o seu coroamento de urnas de argamassa em torno do domo encimado por pinha de argamassa e cata-vento, bem como o remate da empena, formado por uma composição de volutas que confere dinamismo aos austeros volumes de gosto popular. A empreitada neoclássica resumiu-se às pintura murais do camarim da capela-mor e da capela do Senhor dos Passos, com molduras de cores claras, campos decorados com grutescos, fitas, cariátides, entre outros elementos repescados da tradição decorativa greco-romana.
Número IPA Antigo: PT040213020039
 
Registo visualizado 1447 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, escalonada, orientada, composta por três naves e capela-mor, com baptistério e capela colateral à esquerda e à direita torre sineira, dependências, capela lateral e sacristia. Volumes articulados com coberturas diferenciadas, em telhados de duas águas na nave e capela lateral, de uma água nas dependências, terraço na capela-mor, domo no baptistério e torre sineira. Fachada principal com soco de remate rampeado e um pano definido por contrafortes, rematado em empena cujo topo culmina em volutas que suportam um plinto encimado por cruz latina de cantaria, escadaria de oito degraus de cantaria, conduzindo a portal inserido em arco de volta perfeita, formado por arco de volta perfeita com moldura de cantaria, assente em pilastras sobre plintos, ladeadas por pilastras idênticas, igualmente assente em plintos, encimadas por outras pilastras que suportam entablamento encimado por frontão de troços curvos em cujo tímpano se insere medalhão circular com moldura simples e a inscrição " IHS " rodeado por três florões triangulares inseridos nos espaços em reserva e nos acrotérios elevam-se três plintos encimados por romãs, nos espaços em reserva entre o arco e o entablamento destaca-se de cada lado um medalhão circular com moldura simples, o da esquerda com a lua e o da direita com o sol, em baixo relevo; janela encimada por mostrador de relógio de cantaria com numeração romana; à direita a torre sineira assenta em embasamento de remate rampeado, apresenta um só pano definido por cunhais, rematado superiormente por cornija, com urnas de argamassa de secção quadrada no coroamento dos cunhais, domo rematado por pinha de argamassa encimada por cata-vento, olhal em arco de volta perfeita com sino de bronze; dependência assente em embasamento de remate rampeado, de um pano em meia empenas, rasgado por porta precedida por escada de sete degraus resguardada por gradeamentos de ferro forjado. Fachada S. com dependência assente em soco de argamassa, de um pano rematado por beirado e rasgado por três janelas, capela lateral com soco de argamassa e remate em empena acompanhada por cornija; sacristia recuada, de um pano, rematado por beirado, rasgado por porta precedida de dois degraus e janela. Fachada E. com capela lateral de um pano rematado por beirado e rasgado por janela, sacristia destacada de um pano cego rematado por beirado, capela-mor complanar à sacristia, de um pano, definido por contrafortes cilíndricos, escalonados, coroados por pináculos cónicos e remate superior em platibanda assente em cornija; capela colateral recuada, de um pano cego, definido por cunhais e rematado por platibanda. Fachada N. com a nave assente em embasamento escalonado de dois registos, com um pano rematado por cornija e beirado, a que se adossa o baptistério de um pano cego, definido por cunhais e rematado por cornija, ao centro da nave inscreve-se um arco de volta perfeita onde se abre o portal lateral em arco de volta perfeita enquadrado por entablamento assente em pilastras, precedido por escada de oito degraus enquadrada por gradeamentos de ferro fundido, segue-se um grande contraforte rampeado e um outro arco de volta perfeita, sego; capela-mor de um pano, definido por contrafortes escalonados encimados por pináculos cónicos, rematado superiormente por platibanda assente em cornija, adossada destaca-se a capela colateral de um pano definido por cunhais e rematado por platibanda, rasgado por fresta. INTERIOR: de três naves cobertas por abóbadas de berço assentes em cornijas, divididas por quatro arcos de volta perfeita assentes em pilares; coro-alto alto assente em abóbada de berço, abatida, com penetrações, abrindo para as naves três arcos de asa de cesto, guarda vento de madeira e vidro, balaustrada de madeira e mecanismo do relógio assente em maciço de alvenaria, em cujo interior correm os pesos. Na parede do lado do Evangelho rasga-se arco de volta perfeita, que dá acesso ao baptistério, coberto por cúpula assente em trompas e encimado por óculo, paredes revestidas de azulejos padrão polícromo de tapete, em azul branco e amarelo, com registo de 4 por 5 azulejos com a representação do baptismo de cristo a azul e branco, nicho na parede da direita e fonte baptismal de cantaria de secção circulas com base troncocónica, pé cilíndrico rematado por torçal e taça decorada por dois registos de pétalas; a meio da nave abre-se o portal lateral seguido por pia de água benta em cantaria e capela lateral inserida em arco de volta perfeita emoldurado e assente em pilastras, revestido por pinturas murais com medalhões preenchidos por instrumentos da Paixão de Cristo. Do lado do Evangelho abre-se, sob o coro-alto alto, a porta de acesso ao coro-alto alto, torre sineira e dependências; ao centro da nave abre-se porta de acesso às dependências e no último tramo um arco de volta perfeita dá acesso a capela lateral coberta por abóbada de berço assente em cornija, com supedâneo de cantaria, mesa de altar com túmulo do Senhor Morto e retábulo de talha dourada e policromada, liso, com um nicho central em arco de volta perfeita ladeado por nichos de verga recta, no remate superior destaca-se uma cartela polilobada com as armas dos franciscanos, na parede da esquerda abre-se janela. Arco triunfal de volta perfeita emoldurado e assente em pilastras pintadas a cinzento, encimado pelos atributos de São Pedro pintados, a capela colateral do lado da Epístola apresenta mesa de altar de alvenaria e peanha de alvenaria; do lado do Evangelho rasga-se arco de volta perfeita emoldurado e assente em pilastras, que dá acesso a capela lateral coberta por abóbada de nervuras rebocadas, formando quadrado central, mesa de altar e banqueta de cantaria e mísula de alvenaria, abrindo-se na parede da esquerda uma fresta. Capela-mor coberta por abóbada de aresta, altar-mor precedido por dois degraus de cantaria, mesa de altar, banqueta e sacrário de talha dourada e policromada, camarim com trono de três registos inserido em arco de volta perfeita, emoldurado e assente em pilastras, integralmente decorados por pinturas murais, portas laterais de acesso ao camarim encimadas por mísulas; na parede do lado da Epístola abre-se a porta de acesso à sacristia. Sacristia de dois trados separados por arco de volta perfeita emoldurado e assente em pilastras, o primeiro tramo é coberto por cúpula assente em trompas e o segundo por abóbada de cruzaria de ogivas com nervuras rebocadas e caiadas, na parede N. abre-se, no segundo tramo, nicho de verga recta onde se insere lavabo de cantaria com bacia semi-esférica e parede fundeira revestida por azulejos policromos de padronagem de tapete, em azul, branco e amarelo, do lado direito abre-se uma porta, no primeiro tramo e uma janela no segundo, na parede do fundo adossa-se o arcaz de madeira.

Acessos

Largo do Adro. VWGS84 (graus decimais) lat. 38,037295 long. -7,604689

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado, precedido por um largo empedrado e com algumas arvores, rodeado por casas térreas e de dois pisos, no ponto mais elevado da povoação.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 18 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 16 - construção; séc. 17 - revestimento com azulejos de padrão do baptistério; séc. 18 - construção da torre sineira, abóbadas das naves e coro-alto alto; séc. 19, inícios - pinturas murais do camarim da capela-mor e capela lateral do Senhor dos Passos.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e cal, rebocadas e caiadas, telhado de telha de aba e canudo de fabrico industrial, portal, fonte baptismal e elementos secundários de cantaria, portas e caixilharias de madeira, pavimentos de soalho, tijoleira e mosaico hidráulico, pinturas murais, azulejos, retábulo de talha dourada e policromada, balaustrada de madeira.

Bibliografia

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Ricardo Pereira 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login