Hotel Monte Carlo

IPA.00014266
Portugal, Ilha da Madeira (Madeira), Funchal, Funchal (São Pedro)
 
Arquitectura civil residencial, ecléctica. Palacete urbano de planta rectangular e três panos, o central mais avançado, de quatro pisos e terminado em empena e os laterais de três e terminados em friso e cornija coroada por platibanda plena. Fachada principal de grande regularidade de fenestração, com vãos sobrepostos, de diferentes perfis, alternando entre o circular e o rectilíneo, sendo ritmada e delimitada nos cunhais por pilastras; no pano central possui inferiormente alpendre sobre colunas e nos superiores varandis. Interior com átrio central, onde se desenvolve frontalmente escada de acesso aos pisos superiores, com corredor central de distribuição às várias dependências.
Número IPA Antigo: PT062203080134
 
Registo visualizado 47 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Palacete  

Descrição

Planta rectangular irregular, constituída por edifício principal central, tendo adossado a S. corpo de serviços, mais baixo, e a N. complexo da piscina e restaurante, quase à mesma altura. Grande massa volumétrica, com coberturas escalonadas, cobertas a telhados de quatro águas, sendo no edifício principal sobrepujado por grande letring com "MONTE CARLO". Fachadas rebocadas e pintadas de branco com cunhais, cornijas, molduras dos vãos e elementos decorativos em alvenaria pintada de cinzento a imitar cantaria, possuindo as janelas persianas de madeira pintadas de verde escuro. Fachada principal virada a E., com o corpo central de três panos e três pisos, separados por friso e cornija, terminando igualmente em friso e cornija assente em mísulas equidistantes. O pano central, mais avançado e sobrelevado com mais um piso e terminado em empena, é delimitado por pilastras toscanas de ordem colossal, decoradas por grinaldas fitomórficas, formando no primeiro piso alpendre, assente em pilastras e colunas de falso rusticado; lance de escadas de cinco degraus acede ao portal principal, de arco de volta perfeita com pedra de feicho saliente, ladeada por duas janelas igualmente de arco de volta perfeita; os três pisos superiores constituem varandas com janelas de peitoril e falsa guarda plena ou com balaustrada, abertas frontal e lateralmente; no segundo piso, os vãos, em número de três na face frontal, são de arco de volta perfeita, assentes em pilastras e no terceiro são de verga recta, encimados por festões e com friso de parras sob a falsa guarda; intercalando as janelas deste piso, surgem falsas colunas estriadas embebidas na caixa murária, assentes em mísulas e com capitel coríntio sob a cornija que remata da fachada; delimitam assim a janela central do quarto piso, de arco de volta perfeita, enquadrado por amplo arco, criando dois quartos de círculo de alvenaria com quadrícula marcada; no tímpano surge cartela central e elementos fitomórficos. Os panos laterais, coroados por platibanda plena, são ritmados e delimitados nos cunhais por pilastras de falso rusticado no primeiro piso, jónicas no segundo e coríntias no terceiro, sendo rasgados por vãos sobrepostos; no primeiro piso rasgam-se janelas de peitoril de arco de volta perfeita com falso rusticado, adossando-se no pano esquerdo varanda envidraçada de alumínio; no segundo, janelas de verga recta ladeada por colunas jónicas sobre plintos suportando friso de acantos, sendo a central de sacada sobre mísulas com balaustrada de cantaria e as laterais com falsa guarda plena; no terceiro piso as janelas, de verga recta, são todas de peitoril, tendo inferiormente cornija e motivo vegetalista e superiormente cornija angular sobre mísulas criando falso tímpano ornado com elementos fitomórficos. No extremo do pano direito, desenvolve-se escada, delimitada por balaustrada, com acesso à fachada lateral direita e corpo poligonal adossado, terminado em terraço. INTERIOR com átrio central, possuindo frontalmente escada de madeira e guarda de ferro de ligação aos pisos superiores.

Acessos

Cç. da Saúde, nº 10

Protecção

Em vias de classificação

Enquadramento

Urbano, isolado, assente em plataforma sobrelevada sobre a cidade, com parque de estacionamento e enquadrado por pequeno jardim e esplanada com empedrado tradicional; é vedado por muro rebocado e pintado de branco, com embasamento rosa, sendo encimado sobre a calçada da Saúde por balaustrada de alvenaria intercalada por acrotérios. Confronta a N. e a E., por muro, com os arrifes sobre a calçada da Saúde e a O. com o logradouro de outras edificações. O acesso faz-se por portão de ferro, virado a S., suportado por pilares de alvenaria, pintados de cinza claro, rematados por bolas e com arco abatido de ferro a suportar o letring do hotel: "MONTE CARLO".

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: palacete

Utilização Actual

Comercial e turística: hotel

Propriedade

Privada: pessoa colectiva

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Arquitecto: Pitum Keil do Amaral.

Cronologia

Séc. 20, inícios - construção para residência de um abastado proprietário regressado do Brasil e levantado, segundo se dizia, à semelhança da primitiva embaixada de Portugal no Rio de Janeiro; 1940 - adaptação para instalação da escola dos "Inglesinhos", filhos de refugiados de guerra; 1945 a 1955 - instalação do Instituto Liceal da Madeira, do professor Marmelo da Silva; 1955 - aquisição do edifício por um grupo de médicos para instalação de uma clínica; 1961 - aquisição por um grupo de empresários da construção civil para adaptação a apartamentos, mas quase de imediato para hotel; 2002, 30 Fevereiro - Despacho da Secretaria Regional de Turismo e Cultura determinando abertura de processo de classificação do imóvel.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Alvenaria de cimento rebocada e pintada; madeira pintada; vidro simples; amarrações mistas; grades de ferro; estuque; telha cerâmica; pavimentos exteriores em calhau rolado.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Museu Vicentes Photographos; DRAC

Documentação Administrativa

CM Funchal

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Rui Carita 2002 / Paula Noé 2004

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login