Palácio dos Condes de Barbacena

IPA.00012719
Portugal, Lisboa, Lisboa, São Vicente
 
Arquitectura residencial, barroca. Palácio setecentista.
Número IPA Antigo: PT031106510729
 
Registo visualizado 1055 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  

Descrição

Fachada principal constituída por um corpo central, portal, andar nobre de duas janelas de varandas e quatro de peitos, e andar superior de sete janelas, e por corpos laterais, rasgados cada um por uma janela por piso. No intervalo das duas varandas centrais do andar nobre o brasão dos Barbacenas *1. A fachada Nascente com duas ordens de oito janelas divididas por três corpos, com a mesma uniformidade e tipo de janelas da fachada principal e todas encimadas por ático. Organiza-se em 4 pisos, sendo o último de construção recente, as duas torres que rematam os cantos integralmente revestidas em pedraria rusticada até ao piso nobre, monumentalizadas por estípites que ladeiam as janelas de sacada, são rematadas por cornija saliente, sustentada por mísulas lavradas. Piso nobre situado no 3º andar e não no 2º como habitual. O corpo central é estruturado por dois portais. O vestíbulo de entrada é amplo e revestido com silhares de azulejo com cenas de género e paisagem , enquadradas entre cercaduras com pilastras em trompe -l'oeil e anjos atlantes, temas que se desevolvem pela escadaria e salões nobres, em frente abre-se arco triunfal assinalando o arranque da escadaria. Tecto da sala da antiga Messe de Oficiais com pintura.

Acessos

Campo de Santa Clara; Rua da Verónica n.º 5

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, adossado, com fachada principal voltada ao Campo de Santa Clara. Nas proximidades do Palácio Sinel de Cordes (v. PT031106510939).

Descrição Complementar

A chamada Sala dos Oficiais possui um tecto pintado com cena mitológica (Vénus e Cupido), de autoria de José António Narciso.

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Comercial: estabelecimento de restauração comparticipada

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Ministério da Defesa Nacional

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Manuel da Costa Negreiros (séc. 18). PINTORES: Francisco Vieira (O Portuense) (1765 - 1805); José António Narciso.

Cronologia

Séc. 18 - mandado construir pelo 4ª Visconde de Barbacena, Luís Xavier Furtado de Mendonça, segundo projecto de Manuel da Costa Negreiros; 1854 - por morte do 2º Conde de Barbacena, o palácio passa para as mãos de herdeiros que, anos depois o vendem em leilão; 1864 - O Cardeal Bento Rodrigues vende o Palácio da Mitra (v. PT031106210670) ao Marquês de Salamanca, D. José Saldanha, para financiar a compra do Palácio dos Condes de Barbacena, onde os Cardeais se instalaram e realizaram obras de beneficiação; Séc. 19, finais - o palácio, que fora entregue ao Ministério da Guerra, serve, durante algum tempo, de hospital militar de emergência; 1925 - instala-se a Messe dos Oficiais do Exército; 1946 - o exército encontra-se instalado no palácio.

Dados Técnicos

Materiais

Fachadas em cantaria de calcário e alvenaria mista, pavimentos de madeira e mármore, azulejos, vidro, ferro.

Bibliografia

ARAÚJO, Norberto de, Inventário de Lisboa, Fasc. IV, Lisboa, 1946; ALMEIDA, D. Fernando de, (dir. de), Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, Lisboa - Tomo II, Lisboa, 1975; BIRG, Manuela, Barbacena, in SANTANA, Francisco, SUCENA, Eduardo, (dir. de), Dicionário da História de Lisboa, Lisboa, 1994; SERRÃO, Vítor, História da Arte em Portugal - o Barroco, Barcarena, Editorial Presença, 2003.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSARH

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

1947 - obras no interior.

Observações

EM ESTUDO *1 - Escudo com armas dos Castros do Rio, duas faixas de água ondeada entre nove arruelas, e o dos Mendonças, franchado com a legenda "Ave Maria".

Autor e Data

João Machado 2005

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login