Menir na Quinta das Vidigueiras

IPA.00001187
Portugal, Évora, Reguengos de Monsaraz, Reguengos de Monsaraz
 
Menir pertencente ao universo do megalitismo eborense remissível para o universo do Menir dos Almendres (v. PT040705040059 ) e poste central do Cromeleque do Xerez (v. PT040711030014). Decorado com 1 covinha e 1 ferradura invertida
Número IPA Antigo: PT040711040020
 
Registo visualizado 64 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Religioso  Menir    

Descrição

Grandioso poste de granito, com c. 3 m de altura e 90 cm de diâmetro da base, de feição sensivelmente fálica e ligeiramente almendrada e espatulado, tombado, decorado com 1 covinha em uma face e com 1 ferradura invertida na outra, a c. 1 m do topo.

Acessos

EM 255 de Reguengos de Monsaraz para São Marcos do Campo, a c. 4 km de Reguengos de Monsaraz, desvio a E. para a Quinta da Herdade das Vidigueiras (v. PT04071104007), que se situa a c. 30m da EM. O menir fica a c. 500 m SO. da Quinta.

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, em planície ligeiramente pendente para a Ribeira do Alamo, isolado, harmonizado com a paisagem envolvente, perto de uma anta

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: menir

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Megalítico

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

4000 a.C. - 3000 a.C. - provável época de construção do menir; 1971, 27 dezembro - Proposta do delegado da Junta Nacional de Educação no concelho de Reguengos de Monsaraz a propor a classificação como MN - Monumento Nacional; 1972, 14 abril - Parecer favorável à classificação pela Junta Nacional de Educação; 1972, 04 maio - Despacho de homologação de classificação como MN pelo Subsecretário de Estado da Administração Escolar; 1983, 21 dezembro - Informação do SRAZSul a propor a alteração para IIP - Imóvel de Interesse Público; 1984, 12 março - Parecer favorável à classificação pela Comissão nacional Provisória de Arqueologia; 1984, 25 março - Despacho de Homologação de classificação como IIP; 2009, 13 fevereiro - Proposta de arquivamento do processo de classificação pela DRCAlentejo, por o menir se encontrar derrubado e fora do local de origem; 2009, 02 junho - Despacho do Diretor do IGESPAR a solicitar à DRCAlentejo uma posição inequívoca relativa à classificação; 2011, 09 dezembro - proposta de ZEP pela DRCAlentejo; 2012, 11 janeiro - Parecer da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor o arquivamento, dado não existirem evidências claras de que o menir se encontre na sua posição original e por se encontrar fragmentado e tombado, e envio à CM de Reguengos de Monsaraz para ponderação da classificação como SIM - Sítio de Interesse Municipal; 2012, 14 dezembro - Anúncio n.º 13769/2012, publicado no DR, 2.ª série, n.º 242, relativo ao Arquivamento do procedimento de classificação, baseado no facto de não existirem "evidências arqueológicas claras de que o menir se encontre na sua posição original, estando comprometida a sua antenticidade" e do mesmo se encontrar "fragmentado e tombado, passível de ser remobilizado para outro local, sendo difícil a sua caracterização como um bem imóvel".

Dados Técnicos

Monólito

Materiais

Granito

Bibliografia

GONÇALVES, José Pires, Roteiro de alguns Megálitos da Região de Évora, Évora, 1975.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DSARH

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Manuel Branco e Castro Nunes 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login