Palacete dos Viscondes dos Olivais / Instituto Industrial de Lisboa

IPA.00011486
Portugal, Lisboa, Lisboa, Estrela
 
Palacete oitocentista que todavia apresenta como referência o modelo arquitectónico da casa nobre portuguesa de Setecentos, como, por exemplo, o destaque concedido ao corpo central e o tratamento do emolduramento dos vãos. É de planta rectangular compacta e torreões nos ângulos da fachada principal.
Número IPA Antigo: PT031106170649
 
Registo visualizado 394 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Palacete  

Descrição

De planta rectangular compacta composta pela justaposição e articulação de corpos de planta rectangular em torno de um corpo central de planta quadrada, apresenta volumetria escalonada sendo a cobertura efectuada por telhados diferenciados a 3 e 4 águas. Panos de muro em reboco pintado e soco em placagem de cantaria, exibe alçado principal a SE., composto por 3 corpos, dos quais se demarca o central, constituído por 2 módulos - um de plantas rectangular, ao nível da fachada e de 1 piso, animado por 7 janelas de peito de verga ligeiramente curva rematada por ática curva e com cobertura em terraço, e outro quadrado, num plano recuado em planta (e de carácter centralizador relativamente aos outros corpos do edifício), com os cunhais destacados e de 2 pisos, dos quais sobressai o 2º andar, rasgado por janelas de guilhotina. O conjunto apresenta-se delimitado por corpos laterais, idênticos e sensivelmente avançados relativamente ao axial: de 2 pisos separados por friso de cantaria e delimitados por cunhais no mesmo material, apresentam piso térreo rasgado a eixo por portal de verga recta e intradorso ligeiramente curvo, sobrepujado por 2 janelas de sacada de verga recta encimada por ática de hastes curvas, servidas por varanda comum com base em cantaria suportada por mísulas ligeiramente recortada e guarda em ferro forjado com o mesmo perfil. Os corpos são superiormente rematados por cornija, acima da qual se eleva platibanda em muro (nos caso dos corpos colaterais, articulada com vasos nos respectivos extremos), excepto o corpo central recuado com remate em beiral *1.

Acessos

Rua de Buenos Aires, n.º 10 - 10D

Protecção

Incluído na Zona Especial de Proteção da Basílica da Estrela (v. 00010613)

Enquadramento

Urbano, flanqueado, com alçado principal contíguo ao eixo viário com que se articula. Integrado na malha urbana do bairro da Lapa, implantado em zona de meia-encosta nas proximidades do palacete dos Condes de Monte Real (v. PT031106170692).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1860 - construção ou reconstrução do palacete para residência dos viscondes dos Olivais, António Teófilo de Araújo (1804 - 1879) e sua esposa D. Maria Rosa da Veiga (1823 - 1892) ; 1892 - por falecimento da viscondessa o palácio e o título passam para uma sobrinha (filha do casamento do irmão do 1º visconde com a irmã da 1ª viscondessa), D. Clotilde da Veiga Araújo, casada com Júlio Pinto Leite ; 1916 - o falecimento da 2ª viscondessa neste ano determinará o abandono das funções residenciais do imóvel, onde se instala então o Instituto Industrial de Lisboa (que recebe esta designação apenas em 1919) ; c. 1933 - o edifício é propriedade do Dr. António Moreira de Basto, continuando todavia arrendado ao Instituto Industrial de Lisboa e encontrando-se o interior muito degradado; DGEMN:1961 - Verifica-se que o projecto elaborado para o Instituto já se encontrava ultrapassado pelas exigências do ensino e da frequência, o que conduziu à exclusão do início da sua construção, sendo que o projecto anterior deveria ser totalmente reformado e estudado para outro terreno, segundo um novo programa elaborado pelo Ministério da Educação Nacional; foi resolvido adjudicar-se a construção do Instituto industrial e Comercial de Viana do Castelo em sua substituição; Séc. 20 - instala-se no edifício um anexo do Instituto Superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Alvenaria mista, reboco pintado, cantaria de calcário, estuque, ferro forjado, madeira, vidro

Bibliografia

ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, Vol. II, Livro VII, Lisboa, 1933 ; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no ano de 1956, Lisboa, 1957; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério nos anos de 1957 e 1958, 2º Volume, Lisboa, 1959; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério nos Anos de 1959, 1º e 2º Volumes, Lisboa, 1960; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no Ano de 1961, 2 º Vol, Lisboa, 1962; MACEDO, Luís Pastor de, Lisboa de Lés-a-Lés, 3ª ed., Lisboa, 1981 ; ATAÍDE, M. Maia, (dir. de), Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, Vol. V, Tomo III, Lisboa, 1988 ; MATOS, José Sarmento de, Uma Casa na Lapa, Lisboa, 1994 ; SUCENA, Eduardo, Buenos Aires (Sítio de), in SANTANA, Francisco, SUCENA, Eduardo, (dir. de), Dicionário da História de Lisboa, Lisboa, 1994.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CML: Arquivo de Obras, Procº nº 3296 - Processo de obra requisitado pela DSO - 5ª Repartição desde 1990

Intervenção Realizada

Junta das Construções para o Ensino Técnico e Secundário: 1956 - elaboração de projectos para o Instituto Industrial de Lisboa; 1958 - em elaboração projectos para o Instituto Industrial de Lisboa, incluídos no1º Plano de Fomento; Conselho Superior das Obras Públicas: 1959 - novo estudo do anteprojecto de um edifício destinado à instalação do Instituto Industrial de Lisboa; Junta das Construções para o Ensino Técnico e Secundário: 1959 - o projecto para o Instituto Industrial de Lisboa encontra-se em elaboração, incluídos no 1º Plano de Fomento e no 2º Plano de Fomento.

Observações

*1 - aguarda-se autorização para visitar o interior, pelo que se procederá à realização da descrição do mesmo após a visita.

Autor e Data

Teresa Vale, Maria Ferreira e Sandra Costa 2001

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login